in

Gerson se despede do Fla, mas fala em volta ao clube

Alexandre Vidal / Flamengo

A vitória suada do Flamengo por 2 a 1 em cima do Fortaleza, acabou sendo o jogo de despedida de um dos jogadores mais importantes da “Geração 2019”, Gerson, que conquistou vários títulos e está deixando uma marca na história do clube. O coringa se despediu do clube que atuou por 2 anos e conquistou 8 títulos, entre eles, dois Brasileiros e 1 Libertadores da América.

Após a partida no Maracanã, e válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, o camisa 8 chorou e conduziu a sua declaração à base de emoção, lembranças e agradecimentos. 

“A gente nunca pensa em se despedir, uma das coisas mais difíceis do mundo é se despedir de pessoas, de amigos que você ama. É difícil para caramba. Mas se despedir de um clube que, quando criança, sempre torceu, chorou na derrota e sorriu na vitória, ter a oportunidade um dia estar vestindo a camisa desse clube, e ter que se despedir… imagina o que é, o que se passa na cabeça da pessoa. Saio emocionado, mas com a sensação de missão cumprida”, falou Gerson, na saída de gramado, com os olhos marejados e ao canal “Premiere”.

“Sempre tive o sonho de jogar no Maracanã, e cheguei aqui o telão agradecendo. Fiquei fiquei pouco tempo, mas é muito gratificante. Só tenho a agradecer por tudo que vivi aqui. No Flamengo, tu não vai só para trabalhar, lá dentro tem uma família. É difícil deixar pessoas que você ama e convive, acaba criando um carinho muito forte”, emendou, citando funcionários da comissão técnica, departamento médico e comunicação do clube. 

“Agora voltei a ser torcedor, nunca escondi isso de ninguém. Que ele (falando de Gerson para Gerson) possa ser feliz e conquistar todos os títulos… Falando por mim agora, espero poder voltar e que todos me recebam com o coração aberto”, completou.

Comentarista diz que Flamengo não precisa de meia do Lyon especulado

Jornalista diz que Ceni é ‘covarde’ por expor Pedro