in

Ex-jogador do Flamengo defende dirigentes do Flamengo

Foto: Alexandre Vidal / CRF

O Flamengo vive momentos conturbados nos bastidores, que foram agravados pela vinda de Jorge Jesus ao Rio de Janeiro de férias. O trabalho do treinador Paulo Sousa, assim como do Departamento Médico tem sido muito questionado, além de outras atitudes tomadas pela diretoria rubro-negra, como limitar o número de sócios off-rio, geraram muita indignação. O ex-jogador do Flamengo e comentarista Zinho, saiu em defesa dos dirigentes:

“Ainda bem que a diretoria está respaldando o Paulo Sousa, só não sei até quando. Se não ganhar do Ceará, a pressão vai aumentar, mas eu vejo (os protestos) como algo exagerado. O que o Landim e a diretoria fez, se todo mundo exalta o trabalho do Jorge Jesus, mas foi essa direção que fez o trabalho de 2019 Eles não merecem um crédito e paciência para desenvolver um trabalho? Os caras que tentaram trazer ele, tentaram renovar e ele foi embora porque quis, são os culpados? Não concordo!”, disse no programa ESPN FC.

“Esse momento de pressão, que era nas mídias sociais, já está nas arquibancadas. Era no treinador, foi para alguns jogadores e está na diretoria. As coisas mudam muito rápido no futebol. Pouco tempo atrás só era elogios para o Landim e a direção. ‘Mudou a história do Flamengo administrativamente, compra todo mundo, faz tudo certo…’. O Braz e o Spindel vão para Europa, trazem grandes jogadores. Aí vem um treinador que quis ir embora, deu as costas para o Flamengo e a torcida é apaixonada pelo cara. O cara vem aqui no Brasil, causa esse rebuliço todo. Eu não concordo com isso! Admito e elogio tudo que foi feito pelo Jorge Jesus, mas a presença dele aqui, algumas entrevistas polêmicas, fez esse rebuliço todo… Eu continuo acreditando no elenco do Flamengo, mesmo discordando de estrutura tática do Paulo Sousa, vejo competência com esse elenco estando bem. O time está desfalcado e com muitos problemas”, concluiu.

“O Flamengo de Paulo Sousa é um time sem identidade”, afirma jornalista

Jornalista afirma que Hugo Souza “não tem condições de ser titular”