in

Braz revela conversa com Jorge Jesus e estipula prazo para acerto com treinador

Marcelo Cortes / Flamengo
Marcelo Cortes / Flamengo

Depois da demissão do técnico Renato Gaúcho, o Flamengo efetivou Maurício Souza como treinador até o final da temporada. O clube carioca estipulou que o novo comandante será conhecido até janeiro. E assim como a torcida rubro-negra, os dirigentes também sonham com o retorno de Jorge Jesus.

No entanto, a tarefa de tirá-lo do Benfica não será fácil, já que o Mister tem vinculo até maio de 2022. Entretanto, em conversa com o vice-presidente de futebol Marcos Braz, o português afirmou que para antecipar seu possível retorno, os clubes vão precisar chegar a um consenso. A informação foi divulgada em primeira mão pelo jornal “Extra”.

Mas, especificamente no caso da volta do técnico multicampeão pelo clube em 2019, o tempo pode jogar contra. Isso porque, os cartolas do clube carioca não podem esperar até o fim do primeiro semestre de 2022 para então acertar com Jorge Jesus. E justamente por esse motivo, o nome de Carlos Carvalhal, que atualmente comanda o Braga, de Portugal, vem ganhando força e se tornou um dos nomes mais cotados para assumir o Mais Querido.

“Eu falei com o Jorge, como falei com outros. Se tem um tempo para escolher com tranquilidade, é agora. O Jorge eu tenho uma relação, não preciso de intermediário”, disse Braz ao jornal após a reeleição de Rodolfo Landim como presidente do Flamengo.

“Ele descarta vir se for em uma situação que não seja um consenso, ou, sei lá, até que ele seja demitido. Ele tem contrato até maio. E o Flamengo não vai esperar até maio de jeito nenhum. Se for só a próxima fase da Champions League, ele pode chegar, agora esperar até maio do ano que vem, é evidente que não”, finalizou.

A imprensa portuguesa vem noticiando que, caso o Benfica seja eliminado e vá para a Europa League, o destino do Mister no clube é incerto, e uma possível demissão não está descartada, o que deixaria o caminho livre para um retorno ao CT Ninho do Urubu.

Cuca provoca o Flamengo após a conquista do Brasileirão

Jornalista “foge” de treinadores portugueses e indica nome menos badalado ao Flamengo