in

Jovem goleiro reconhece que teve altos e baixos e revela: ‘Reavaliei muita coisa’

Alexandre Vidal / Flamengo

O goleiro Hugo Souza passou por uma verdadeira montanha-russa na temporada. De titular e quase negociado com o Ajax, da Holanda, a terceira opção e muito contestado pela torcida. Além do declínio técnico, o jovem terminou o noivado com a farmacêutica Nathassia Brito, devido o camisa 45 estar em uma festa clandestina com amigos, mulheres e muita bebida.

No entanto, como relatado no início da matéria, o jogador passou por um período conturbado, entretanto, parece que as coisas estão voltando aos eixos na vida do jovem atleta. Tanto que o arqueiro foi o grande destaque do time, no empate diante do Sport, em partida válida pelo Brasileirão, realizada na última sexta-feira (03), na Arena Pernambuco. Hugo Souza admitiu que não estava tendo uma postura adequada dentro e fora de campo.

“O impacto é grande, minha trajetória, não só a minha, mas de qualquer jogador tem altos e baixos. Eu tive falhas sim, dentro de campo e fora de campo, mas trabalhei, trabalhei principalmente a cabeça, dentro de campo e continuo trabalhando. Graças a Deus as oportunidades apareceram. Hoje infelizmente não saímos com a vitória, mas gostei da atuação. Continuar trabalhando, mantendo o foco, porque o intuito é ajudar o Flamengo sempre, sempre em prol do Flamengo. E para ajudar o Flamengo eu preciso estar com minha melhor forma, mental e física. E foi isso que eu trabalhei. Com ajuda da minha família, amigos, namorada e principalmente com o staff do clube, que estiveram diariamente comigo. Realmente voltei para terceira opção e hoje volto jogando, mas não deixei de trabalhar. Vou continuar trabalhando para se Deus quiser continuar conquistando oportunidades. Essa reta final significa isso para mim, se tiver oportunidade de jogar novamente será com foco total para ajudar o Flamengo na melhor forma possível”, declarou na saída de campo.

“Eu reavaliei muita coisa. Quando eu passei pelas situações que eu passei, eu precisei repensar muita coisa. Principalmente na minha vida extracampo e dentro de campo. Trabalhei o mental com a ajuda do meu pastor que é meu amigo. Agradeço à minha mãe, irmã, minha família, e o Flamengo. Porque se eu não estiver bem aqui, eu não estou bem aqui. Eu precisei consertar aqui para voltar da melhor forma possível. Graças a Deus eu consegui e hoje ajudo o Flamengo da melhor forma”, completou.

Sede do Flamengo ganhará restaurante em 2022

Comentarista sugere que Pedro saia do Flamengo para ir a Copa de 2022