in

Neto afirma que querem destruir a carreira de Renato Gaúcho após demissão

Alexandre Vidal / Flamengo

A passagem de Renato Gaúcho pelo Flamengo como treinador foi curta. Foram pouco mais de 4 meses no clube com muitos altos e baixos e dois momentos que ficarão muito marcados na torcida rubro-negra: A eliminação da Copa do Brasil e a perda do título da Libertadores da América para o Palmeiras. O segundo, o fez ser demitido. No entanto para o ex-jogador e apresentador Neto, o “massacre” em cima do treinador está sendo desproporcional.

“O que fizeram com o Renato já fizeram com o Domènec e com o Rogério Ceni. Quiseram acabar com o Renato porque perdeu um título da Libertadores, por uma visão do que aconteceu contra o Grêmio. Com os números dele, ele não cairia em nenhum lugar do mundo. Não podemos esquecer o que ele fez como treinador e jogador. É um baita treinador”, concluiu.

Sem treinador, o Flamengo escolheu Maurício Souza para comandar a equipe de forma interina nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro e deve decidir com calma o próximo treinador. Entre os cogitados, está Jorge Jesus.

Família não quer Jorge Jesus de volta ao Brasil

Sormani avalia possível retorno de Jorge Jesus e detona: ‘Era engolido pelo Odair’