in

Capitão elogia ‘AeroFla’: “Muito emocionante”

Divulgação / Flamengo

A torcida do Flamengo deu um verdadeiro show na última sexta-feira (19) em mais uma edição do ‘AeroFla’ e ‘carregou’ o ônibus até o Aeroporto do Galeão e se despediu da equipe que embarcou para Porto Alegre, para enfrentar a dupla Gre-Nal – e de lá a delegação irá diretamente para Montevidéu, onde vai enfrentar o Palmeiras, na final da Libertadores da América.

Em entrevista concedida à FlaTV, o capitão Everton Ribeiro relembrou o ‘AeroFla’ de 2019, quando a equipe fez uma grande festa antes do embate diante do River Plate e exaltou a energia da torcida rubro-negra.

“Foi sensacional. Já tínhamos vivido isso em 2019. E a gente vê como foi maior, né? Como aumentou o amor que a torcida tem por esse manto é incrível, contagia todo mundo. Alguns jogadores estavam passando pela primeira vez, então, foi legal também vê-los assistindo essa torcida, abraçando a equipe, nos levando… Foi emocionante. Ficava agradecendo a Deus por estar podendo viver esse momento mais uma vez porque é o que nos motiva.”

Durante a manifestação de carinho da Nação, alguns torcedores chegaram a subir no ônibus que transportava os jogadores até o aeroporto e ainda chegaram a conversar com alguns atletas pela escotilha de ventilação. O camisa 7 relembrou o momento e revelou que a astúcia do torcedor divertiu os atletas.

“Quando a gente vê aquela loucura de subir no ônibus, a gente dá muita risada. Lá dentro, a gente começa gritar. Ia subindo um, daqui a pouco ia subindo outro… Chega mensagem e foto, e, quando a gente vê, tem 50 cabeças lá em cima do ônibus. Então, foi muito emocionante. A gente sabe que não são todos que podem estar com a gente em Montevidéu, mas só da Nação estar com a gente ali dentro do ônibus… A gente sabe que estão torcendo e levando energia positiva para a grande final.”

Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo estuda contratação de meia que atua no futebol francês

Ídolo do Flamengo elogia Michael e profetiza: “Tenho a sensação de que ele vai decidir a Libertadores”