in

Michael revela dificuldade para atuar após o falecimento de Marília Mendonça

Marília Mendonça/Divulgação
Marília Mendonça/Divulgação

O Brasil recebeu uma péssima notícia no final da tarde da última sexta-feira (05), quando descobriu que o avião da cantora Marília Mendonça, de 26 anos tinha caído, e ela não teria resistido aos ferimentos. Pouco tempo depois, o Flamengo entrou em campo para enfrentar o Atlético-GO e venceu por 2 a 0, gols de Michael. Apesar dos gols, o atleta revelou a dificuldade que teve em atuar após o ocorrido.

Eu morei em Goiânia por oito anos da minha vida e Mato Grosso também. Desde sempre eu aprendi a gostar de sertanejo. Ela era fod*! Eu falo para os caras que ela era embassada na caneta. Tem muitos aqui (jogadores) que escutam as músicas dela”, disse antes de prosseguir:

Ontem eu fui para casa e fiquei acordado até uma 05h, ouvindo e lembrando. Nada vai trazer ou suprir a ausência e eu sinto a dor dos familiares. É difícil. Ela era tão nova, né? Ontem foi difícil para jogar, não estava legal não. Fiquei olhando os vídeos dela no vestiário, com o filho dela e pensei muito nisso. Que Deus possa confortar a família, amigos e a todos“, concluiu o atacante.

Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo se assusta com valores e não deve renovar com atleta

Coluna do Fla

Meia do Shaktar Donetsk revela desejo de retornar ao Flamengo