in

Mauro Cezar acredita que nem mesmo o título da Libertadores mantém Renato Gaúcho no Flamengo

Alexandre Vidal / Flamengo

Contratado para substituir Rogério Ceni, o treinador Renato Gaúcho teve um início meteórico no Flamengo com muitas vitórias, com direito a goleadas expressivas, no entanto, com o tempo, a torcida passou a se incomodar com a falta de padrão tático do time e por consequência, os resultados negativos e eliminações. Durante o podcast Posse de Bola, do “UOL”, o jornalista Mauro Cezar disse achar que nem uma eventual conquista da Libertadores mantém o técnico no cargo.

“Eu acho que nem a eventual conquista da Libertadores garante a permanência do Renato. Porque, como eu já escrevi inclusive, o Renato nunca foi um técnico desejado no clube nesta gestão. Ele era desejado em 2018, antes de Landim ser o presidente. Depois que o Flamengo teve a experiência com Jorge Jesus e o Renato foi atropelado, era unânime dentro do clube a opinião ‘íamos fazer uma besteira’”, disse Mauro.

“Não se procurou um técnico, foram atrás do que estava à mão. Isso é bizarro, é contratar técnico de futebol como nos anos 70, 80, não tem cabimento. Não dá mais pra trazer aquele perfil ‘boleirão’. “Foi bem (time) durante um período pelo elenco, quando precisou do técnico não deu. Então por que ficar com o Renato para o ano que vem? Se esse é o futebol que a diretoria quer, que renove com ele”, completou.

André Rizek faz forte crítica ao Departamento Médico do Flamengo

Flamengo divulga escalação e vai com força máxima para enfrentar o Atlético-GO