in

Com Renato Gaúcho na berlinda, técnico português se anima com a chance de assumir o Flamengo

Carlos Carvalhal – Foto: Divulgação

A evidente queda de rendimento do Flamengo não está atrelada somente as patéticas atuações dos últimos jogos. A desordem em todo departamento de futebol profissional do clube está evidenciada e ao que parece ninguém se entende. Recentemente o técnico Renato Gaúcho não escondeu sua insatisfação com a falta de apoio do presidente Rodolfo Landim, por não criticar os erros de arbitragem ocorridos no empate em 2 a 2 diante do Athletico-PR, na última terça-feira (02).

O que se sabe é que já há analise e alguns contatos da diretoria com empresários europeus, com um alvo já definido para a próxima temporada: o português Carlos Carvalhal, atualmente no Braga. De acordo com informações veiculadas pelo jornal ‘O Globo”, o staff do treinador português deu o sinal verde, indicando que Carvalhal tem interesse em assumir o clube carioca na próxima temporada. Por outro lado, há um forte indício de que o Mister Jorge Jesus reveja a sua decisão e avalie com mais carinho um possível retorno ao Mais Querido.

Desejo antigo da diretoria rubro-negra, Carlos Carvalhal falou recentemente sobre a ‘honra’ de ver seu nome novamente em pauta no Flamengo. Vale lembrar que o treinador chegou a ter um ‘acordo verbal’ com o Mais Querido antes de preterir o Braga, de Portugal.

Quando vim para o Braga cheguei a ter pouco tempo antes um acordo praticamente firmado com o Flamengo. Foi público. A opção foi o Braga, por ser o clube que é, por gostar muito do Braga e também pelos contornos da pandemia. Não teve nada a ver com a parte financeira. O interesse de um clube que é um dos melhores do mundo deixa-me extremamente orgulhoso. O certo é que nunca sabemos o dia de amanhã, parafraseando Jorge Jesus: todos os treinadores têm a mala sempre pronta à porta. Não é aquilo que um treinador deseja, porque gosta de levar o seu trabalho até o fim” -, disse Carvalhal à imprensa portuguesa.

No entanto, Renato Gaúcho ainda conta com o respaldo de Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, e do diretor Bruno Spindel. O treinador chegou a entregar o cargo após a eliminação para o Athletico na Copa do Brasil, mas foi mantido por dirigentes, que ainda apostavam em uma recuperação no Brasileirão. O que, apesar das remotas chances matemáticas, já não é mais visto como prioridade.

Flamengo alcança marca expressiva em interações no Facebook

Marcelo Cortes / Flamengo

Marcos Braz fala sobre o futuro de Renato Gaúcho no Flamengo