in

Sem Pedro, Renato Gaúcho deve dar mais chances para Vitor Gabriel

Divulgação / Flamengo

O Flamengo informou nesta terça-feira que a cirurgia de artroscopia feita no joelho direito do atacante Pedro foi um sucesso. Entretanto, o jogador deve permanecer fora da equipe por um período de três a quatro semanas. O camisa 21 é o reserva imediato de Gabriel Barbosa, e com a ausência de Pedro, quem deve assumir a função de suplente do camisa 9 é o jovem Vitor Gabriel. Caso não queira improvisar nenhum jogador no comando de ataque da equipe, o técnico Renato Gaúcho terá de abrir mão da experiência e escolher por um jogador da posição caso precise substituir o “Príncipe da Gávea”.

Com apenas 21 anos, Vitor Gabriel atende a um dos pré-requisitos estabelecidos pelo treinador, que já afirmou algumas vezes que não gosta de improvisos. Não é à toa que o jovem foi titular do FlaxFlu do último sábado. Vitor Gabriel vem das categorias de base do Flamengo e ganhou destaque no sub-20, quando em 2018 ajudou o clube venceu Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em 2020 atuou no exterior, quando foi emprestado pelo Rubro-negro Carioca para o Braga, de Portugal. No time B da equipe, o jogador atuou em 31 partidas e marcou 11 gols.

Após retornar ao Flamengo, Vitor ainda briga por espaço, nesta temporada ele atuou em apenas quatro jogos, sendo um na Copa do Brasil e três pelo Brasileirão, somando um total de apenas 140 minutos de atuação nas duas competições, a expectativa é de que esse tempo aumente com a atual necessidade apresentada pelo Rubro-negro. Jogador tem contrato com o Mais Querido até 2023, no contrato de renovação de Vitor está estabelecida uma multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 213 milhões na cotação da época e cerca de R$ 325 milhões na cotação atual). Para a partida contra o Athletico-PR nesta quarta-feira, 27, pela decisão das semifinais da Copa do Brasil, o jogador deve ficar no banco de reservas, já que Gabigol deve retornar ao gramado após se recuperar de lesão.

Sheik avalia elencos e aponta favorito para o título da Libertadores

Comentarista do Grupo Globo vê Flamengo muito enfraquecido por conta de desfalques