in

Jornalista diz que estrela do Fla se esconde em jogos pesados – ‘Muita grife para pouca decisão’

Alexandre Vidal / Flamengo

Depois da derrota acachapante no clássico contra o Fluminense por 3 a 1, o Flamengo vira a chave e se prepara para mais um importante duelo na temporada. Diante do Athletico-PR, a equipe carioca joga a sua sorte para chegar a mais uma final de Copa do Brasil. E de acordo com o comentarista Felipe Facincani, um craque do estrelado elenco rubro-negro tem que mostrar mais serviços em jogos decisivos. Durante a sua participação no programa F90, o jornalista afirmou que Everton Ribeiro “só vai na boa” e se “esconde” em jogos mais difíceis.

“O Everton Ribeiro é um jogador que só vai na boa. É muita grife para pouca decisão em alguns momentos. O momento como esse, um jogador de seleção brasileira, como ele é e tem esse status, tem que puxar essa ‘responsa’ de ser a peça mais clara para dar ao meio-campo do Flamengo esse passe qualificado, esse dinamismo na ausência de um cara que faz o time jogar do meio para frente”, começou por afirmar.

“Ele tem que tentar puxar esse estímulo. Ele não puxa. Ele acaba se escondendo em muitos momentos em jogos maiores, em jogos em que ele, Everton Ribeiro, tem que chamar essa responsabilidade”, continuou.

“E muito do que o Flamengo recentemente, antes da chegada de Arrascaeta, de Gabriel, de muita gente, quando colocou nas costas do Everton Ribeiro a responsabilidade de ser o condutor do meio de campo, o Flamengo não tinha acontecido, que era a temporada de 2018. Passa a acontecer com a chegada desses caras que foram diferenciais. Os caras que decidem jogos pesados”.

“O Everton Ribeiro, em jogos pesados, depende muito desses caras ao lado dele para comprar a boa ideia e, obviamente, ganhar os louros. Mas, quando o Flamengo precisa do Everton Ribeiro para se tornar o jogador diferencial, o Flamengo se decepciona sempre”, finalizou.

Flamengo divulga primeira parcial de venda de ingressos para semifinal contra o Athletico-PR

Flamengo ainda não tem previsão por volta de Arrascaeta