in

Joel Santana afirma que poupar jogador é “conversa fiada”

Reprodução

O programa “Os Donos da Bola” da Band recebeu o treinador Joel Santana, que já teve algumas passagens pelo Flamengo. Entre os assuntos abordados, estava a questão do cansaço dos jogadores diante da maratona de jogos no calendário nacional e a questão de poupar jogadores, priorizando alguns torneios.

“Esse negócio de poupar jogador é conversa fiada. Jogo não cansa jogador. O que cansa jogador é viagem. Principalmente, o Flamengo e o Fluminense, duas grandes equipes, com bons jogadores. Quando um estiver ruim, coloca outro, por isso que tem plantel, a equipe. O torcedor não gosta de ouvir essa palavra ‘poupar’. Não tem que poupar. Tem que jogar. É um clássico de respeito, já estive dos dois lados, eu sei como é essa rivalidade. Uma rivalidade até muito boa, porque os dois se respeitam bastante. Com certeza, amanhã vai ser outro grande jogo”, disse Joel Santana, que ainda falou sobre a rivalidade entre Flamengo e Fluminense, que se enfrentam neste sábado (23), pelo Brasileirão.

“Atualmente não, sempre foi. Se você olhar a história dos clássicos e das decisões, sempre teve essa rivalidade muito grande. E o Fluminense, às vezes, pode se passar por uma equipe que tem menos qualidade ou talvez competência do que o Flamengo, mas ninguém pode mentir sobre a história. O Fluminense não foi uma pedrinha, foi um pedregulho na história do Flamengo”, comentou o treinador.

Zinho fala sobre o mercado da bola na sua época – “Era escravizado”

Flabasquete dá show e vence o São Paulo na estreia pelo NBB