in

Mais um país desiste e sede do Mundial de Clubes segue indefinida

Fifa / Divulgação

E a sede do Mundial de clubes segue indefinida. Agora foi a vez da África do Sul desistir de sediar a competição deste ano. Com mais essa negativa, a competição internacional, que acontece anualmente desde 2005 deverá acontecer nos Emirados Árabes Unidos. A principal alegação para não sediar o torneio foi o fato de apenas 15% da população sul-africana estar imunizada. O baixo índice de vacinados também não agrada a FIFA, já que com esses dados seria impossível colocar público nos estádios e tão pouco a viagem de turistas para acompanhar a disputa da competição.

Antes dos sul-africanos, o Japão já havia declinado sua participação no Mundial de Clubes depois de avaliar que teria prejuízos pela ausência de torcedores nas partidas. O país sediou a última edição das Olimpíadas e Paralimpíadas, ambas sem fãs nas arquibancadas e com protestos da população. Caso seja confirmada a sede nos Emirados Árabes, esta será a quinta vez que os estádios do Oriente Médio recebem a competição de clubes. A dupla gaúcha Internacional e Grêmio viajou para o país em 2010 e 2017, respectivamente.

Flamengo e Palmeiras decidem quem fica com o título da Libertadores no dia 27 de novembro e, consequentemente, com a vaga no Mundial de Clubes. A final da competição da Conmebol será jogada em partida única, prevista para acontecer em Montevidéu, no Uruguai.

Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo tenta emprestar jogador de graça e pagando salários, mas não consegue

Carol Portaluppi se diz incomodada por boatos de relacionamento com Gabigol