in

Jornalista diz que Flamengo se coloca como líder no futebol nacional

Divulgação / Flamengo

O Flamengo segue sendo pioneiro do futebol brasileiro. Foi o clube que mais lutou para a volta do futebol tupiniquim durante a pandemia, e agora vem lutando para que os torcedores voltem aos estádios. O clube carioca conseguiu uma liminar e terá a volta da Nação na partida contra o Grêmio, no Maracanã. O Mais Querido vem sofrendo muitas críticas de toda a mídia esportiva por conta do movimento de volta do público nas arenas.

O comentarista Eugênio Leal, durante a sua participação no programa Sportcenter, da ESPN Brasil, desta quarta-feira (15), comentou sobre a queda de braço entre o clube carioca e os outros 19 clubes da série A. De acordo com o jornalista, o rubro-negro vem assumindo um papel de protagonista do futebol nacional, entretanto, o clube tem que pensar caso o desfecho não seja o desejado.

“Tem até o apelido que o João Guilherme usa muito, que é o ‘Malvadão’. Que vem justamente do retorno do futebol. Vamos recapitular. Pandemia, está tudo parado… Quem força a volta do futebol? É o Flamengo. Com muitas críticas naquele momento, mas hoje quando a gente olha pra trás, podemos dizer que o Flamengo liderou o movimento”, declarou. “Ele se coloca numa posição de líder, porque quando você vai contra a maioria, você está mostrando força. Quando você cobra essa briga e até aqui vai vencendo essa briga, ele mostra força. E isso, naturalmente, lá na frente deverá atrair pessoas que vão seguir o caminho dele”, destacou.

“Agora, pode acontecer de a história caminhar para outra trilha, dele se isolar. Se não houver o tal racha entre os outros clubes e estiverem unidos até o fim, pode ser ruim pro Flamengo. Porque isolamento não funciona pra ninguém. Ninguém vive sozinho na sociedade. E ele está sozinho contra todos os outros. Se isso perdurar por muito, mas ele pode pagar lá na frente”, concluiu.

Flamengo tem 6 desfalques para enfrentar o Grêmio no Maracanã

CBF

CBF avisa aos clubes que não irá paralisar o Brasileirão por conta do Flamengo