in

Irritado, Landim perde a linha e agita bastidores do Fla – “Inaceitável”

Reprodução

A estreia do Flamengo na Libertadores da América que acontece nesta terça-feira (20), diante do Vélez Sarsfield está sendo encarada como a partida mais importante da temporada até agora. E o treinador Rogério Ceni, assim como desde o final da temporada passada vem sendo muito questionado nas redes sociais, e uma parte da torcida pede a sua saída do comando da equipe e a outra parte torce para que ele consiga colocar o time de volta no caminho das atuações primorosas, como em 2019.

A partida diante da Portuguesa teve um fato que muita gente não sabia: a irritação do mandatário rubro-negro Rodolfo Landim. De acordo com o jornalista Renato Maurício Prado, o presidente não gostou nenhum pouco da atuação da equipe do primeiro tempo do duelo, e com a marcação do segundo gol do adversário, o dirigente ficou muito irritado e bradou que o resultado era “Inaceitável”.

“Raposa felpuda que assistia ao jogo do time reserva do Flamengo com a Portuguesa, na Ilha do Governador, no último sábado, ouviu da boca do presidente rubro-negro Rodolfo Landim um enfurecido “inaceitável”, após o segundo gol do time mandante. Graças a Pedro, que marcou duas vezes, na etapa final, o rubro-negro carioca escapou da derrota”, disse o comentarista no seu blog do UOL Esporte.

Na entrevista coletiva, Ceni já tinha dito que o time entrou sem muita atenção e isso mudou no segundo tempo. O vice-presidente de futebol, Marcos Braz, diz que confia no comandante e relembrou o título conquistado diante do Palmeiras, em Brasília.

“Há uma semana a gente ganhou a Supercopa. É um treinador que já deu certo no Flamengo. Está preparando o time para uma competição internacional. Não temos nenhum motivo para fazer uma ruptura de uma hora para outra. O elenco gosta, tem uma relação boa. A diretoria também”, disse o dirigente em entrevista ao portal GE.

Reprodução Youtube

Léo Moura irá comentar jogo do Flamengo na Libertadores

Denilson fala sobre possibilidade de Renato Gaúcho assumir o Flamengo