in

Advíncula é oferecido ao Flamengo e diretoria expõe chance de negócio

Marcelo Cortes / Flamengo
Marcelo Cortes / Flamengo

O Flamengo segue se preparando para decidir a Supercopa do Brasil contra o Palmeiras. A partida acontecerá no próximo domingo (11), às 11h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Em caso de conquista, o clube carioca embolsaria mais de R$ 5 milhões. Com a situação financeira delicada devido a pandemia, a chegada desse montante seria muito bem-vinda, já que sem a presença de público nos estádios o clube vem tendo que se adaptar à essa nova realidade.

Há alguns dias atrás o clube teve que desistir da contratação do lateral-direito Rafinha por falta de dinheiro. O jogador agiu rapidamente e acertou com o Grêmio. Atualmente o técnico Rogério Ceni conta com Maurício Isla, Mateuzinho e João Lucas para a posição. No entanto, nos últimos dias, um dos melhores laterais do futebol sul-americano foi oferecido ao Flamengo: Luis Advíncula, do Rayo Vallecano, da Espanha e da seleção peruana. O jogador quer voltar a atuar na América do Sul, mas a princípio, o seu destino não deve ser o Rio de Janeiro.

Isso porque, o treinador e os dirigentes do clube carioca entenderam que o peruano também é um jogador de selecionável e desfalcaria o Flamengo nas datas Fifa, uma vez que, nesta temporada, os atletas irão se dividir entre seus clubes e seleções que irão disputar as Eliminatórias e a Copa do Mundo. Como o Mengão já tem Maurício Isla, que certamente será um desfalque em breve, os cartolas não queriam perder dois profissionais de uma só vez na mesma posição. Por isso as tratativas acabaram não avançando.

Além do Flamengo, o peruano foi oferecido para o Internacional e o Grêmio. Os dois times gaúchos, assim como a equipe carioca, aprovaram a ideia de ter o lateral em suas equipes, mas por hora não avançaram nas tratativas.

UrubuTT - Twitter

Galvão volta para narrar a decisão entre Flamengo x Palmeiras neste domingo

Flamengo observa volante Lucas Torreira, do Atlético de Madrid