in

Plano de Sócio “Flamenguista” fracassa e tem pouca adesão

Alexandre Vidal - Flamengo
Alexandre Vidal - Flamengo

Buscando novas receitas em uma temporada marcada pelo Covid-19, que paralisou o futebol no país por 3 meses e ainda tem as partidas disputadas sem púbico, o Flamengo inovou e lançou um novo plano de sócio-torcedor. O “Flamenguista” tem a proposta baseada em um projeto do Real Madrid e tinha como foco, no primeiro mês, o Norte e o Nordeste do país. O problema, no entanto, é que até o momento o clube não chegou sequer aos cinco mil assinantes. A informação é da jornalista Raísa Simplício.

O programa tem o preço anual de R$ 99 reais e pode ser parcelado em até três vezes. Essa categoria de “sócio” mais popular oferece carteirinha personalizada, uma mochila exclusiva, além de acesso a conteúdos exclusivos e sorteios. No entanto, o plano não dá nenhuma prioridade na compra de ingressos para jogos do Flamengo.

Tendo sido iniciado nas regiões Norte e Nordeste, o Flamenguista agora está disponível em todo território nacional, segundo indicação do site oficial, o programa pode ser assinado por residentes de todos os estados do país, exceto o Rio de Janeiro. Quem mora fora do Brasil também pode aderir .

Atualmente, o Flamengo conta com 70.806 sócios-torcedores. O número vem caindo de forma vertiginosa nos últimos meses, tendo perdido 5 mil membros somente nas duas últimas semanas.

Miranda diz que Flamengo não é sua prioridade

Flamengo tem números impressionantes no Premiere