in

Natan e Thuler são denunciados pela Conmebol

Alexandre Vidal / Flamengo

A primeira partida entre Flamengo e Racing, que terminou empatada em 1 a 1, deixou o time rubro-negro a um empate de 0 a 0 para se classificar para as quartas de final da Libertadores da América, no entanto, o treinador Rogério Ceni pode ter dois problemas para a possível continuação do torneio por conta da expulsão de Thuler e Natan.

Os zagueiros foram denunciados pela Conmebol. A entidade abriu processos disciplinares contra os dois, que já cumprirão suspensão automática na próxima terça-feira, quando as equipes voltam a se enfrentar. Com isso, eles podem pegar um gancho ainda maior.

Mesmo sem ter entrado em campo, Natan tem a situação mais complicada. Segundo o árbitro da partida, o defensor rubro-negro levou vermelho, do banco de reservas, por ter xingado e usado palavras de baixo calão: “Árbitro filho da puta”. Porém, após o jornal O Dia revelar o conteúdo, o jogador se manifestou via rede social e negou que tenha proferido tais xingamentos.

“Gostaria de me posicionar deixando claro para todos que em nenhum momento xinguei o juiz. Quem me conhece sabe que jamais iria fazer isso ou algo do tipo, mas infelizmente fui escolhido aleatoriamente pra receber o vermelho, que me deixou fora da próxima partida. Peço desculpas a todos, mesmo sem entender até agora tudo que aconteceu. Estou triste com o cartão, mas bola para frente, seguir firme e trabalhando”

O Flamengo por ter atrasado dois minutos para voltar ao campo para a segunda etapa, também foi denunciado. O clube tem até terça-feira para apresentar sua defesa nos três casos à Conmebol.

Capitão do Chelsea, Thiago Silva manda recado a Natan após polêmica na Libertadores

Prado vê Ceni ‘preocupado’ em não repetir erro do Cruzeiro no Fla