in ,

Michael fala sobre atitude que gerou confusão na última partida

Alexandre Vidal / Flamengo

O atacante Michael vive ótima fase no Flamengo e faz a sua melhor temporada no clube. Tendo chegado ao jogo de número 100 com o manto sagrado, o atleta, que também é o artilheiro do Campeonato Brasileiro com 13 gols, deu entrevista ao canal oficial do Flamengo no Youtube e falou também sobre o domínio de bola polêmico, que gerou uma pequena confusão na partida contra o São Paulo.

“Desde a época que eu estava no Goiás, já fazia isso. Aqui no treino, faço a mesma coisa. Não faço nada para desmerecer ou prejudicar ninguém. Faço isso porque gosto de fazer. Ainda brinco com os meninos: “meu melhor domínio é de letra”. Para mim, é mais fácil. O que me complica é dominar de chapa”, explicou o atacante. 

 “Fazer 100 jogos aqui não é fácil, mas estou feliz. Agradeço ao elenco, porque sabem o quanto são importantes na minha vida. Agradecer ao comissão, agradecer também à direção, principalmente ao Marcos (Braz) e ao Bruno (Spindel), que mais perto de mim estavam. Agradecer também a cada torcedor, desde o que me criticou ao que não criticou, porque cada um que criticou serviu como aprendizado para mim”, disse Michael que ainda falou sobre sua evolução clube.

“Quando eu falei que queria voltar antes, foi porque eu sabia meu valor. Eu sabia o que eu tinha para contribuir e o que eu poderia também contribuir. Eu não estava satisfeito com minhas atuações individuais. Eu queria dar mais, contribuir mais. Consegui mais jogos, os meninos foram para a Seleção e eu tive mais sequência. Consegui mais confiança e mais prazer de jogar”, completou.

[VAI LOTAR] Flamengo divulga parcial de vendas para jogo contra o Corinthians

Lateral do Flamengo desperta interesse de time dos Estados Unidos